CRÔNICA DE EMANUEL FIGUEIRA: OS DEUSES DO OLIMPO

CRÔNICA DE EMANUEL FIGUEIRA: OS DEUSES DO OLIMPO

0 573

14068198_976152349174942_239859060179634486_nNavegando pelo facebook, me deparei com mais uma grande obra do PARENTE, e resolvi publicá-la, pois como sempre vale à pena:

Os deuses do Olimpo se retiram de cena. Suas vozes e seus atos cessam. As arenas silenciam.

Os lugares onde torcedores vibraram e vencedores e perdedores choraram, fecha suas cortinas.

O campo das vitórias e das derrotas está solitário.

O vencedor guarda sua medalha e segue com seu orgulho recompensador de ter vencido, de ter feito bem o seu trabalho, quem sabe, “de ter combatido o bom combate”.

Aqueles que perderam retornam aos seus países, para suas casas, tristes; despedem-se do esporte ou continuam na árdua tarefa de superação.
imagesAs luzes se apagam.

O mundo Olímpico do Brasil se desfaz daquilo que mostrou de arte, de talento, de festa, de organização, de beleza e de esforço conjunto para realizar um dos maiores jogos da história contemporânea.

Foram quase vinte dias de brilho esportivo que mostrou ao mundo talento, dedicação, persistência, força, técnica, altruísmo do ser humano e sua relação com o esporte.

Vimos exemplos bons e convivemos com comportamentos nocivos; vimos vitórias inesquecíveis; emocionamo-nos com gestos nobres que só o espírito esportivo pode nos oferecer.

imagesDescobrimos que nossos atletas precisam de muito mais apoio, que precisam se dedicar mais e trabalhar arduamente na arte que escolheram para que possam estar entre “os melhores”.

Vimos façanhas fantásticas que, provavelmente, por décadas não se verá.

O certo é que ninguém mais verá um Rio de tantas raças, de tantos atletas, de tantos talentos reunidos.

O que ficará para o nosso país após os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro?

Do “somos todos olímpicos”, ficará o formidável dom de Usain Bolt, de Michael Phelps, de Simone Biles, de Diego Hipólito e de tantos outros. Ficará a imagem do exemplo de atletas que caíram, levantaram, ajudaram-se, e seguiram em frente.

Emanuel BlogFicará em nossas lembranças o deslumbrante desfile da garota de Ipanema Gisele e seu andar cadenciado, seu lindo sorriso e seu notável nervosismo mais bonito.

É mais um sonho realizado!

Nossos deuses brasileiros estão no Olimpo!

“E como disse um certo Vinicius: que seja infinito enquanto dure”(Jornal Nacional).

Que o Cristo Redentor nos abençoe

Artigos similares