DESFILE NA COMUNIDADE DIVINÓPOLIS / KM70

DESFILE NA COMUNIDADE DIVINÓPOLIS / KM70

0 426
Prefeito Pablo Genuíno, com autoridades, prestigiando o desfile


No dia 04 de Setembro de 2015 as Escolas: Escola Municipal Municipal de Ensino FundamentalDivinópolis, Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Mª Cristina Pinto Ribeiro, Escola A Mão Cooperadora realizou seu desfile alusivo ao dia 07 de Setembro “Dia da Independência do Brasil”.
ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO FUNDAMENTAL DIVINÓPOLIS
A partir de 1970, com o incentivo do governo federal através do PIN (Programa de Integração Nacional) com objetivo de colonizar a Amazônia tendo como lema “ Integrar para não Entregar”.
Com a abertura da Rodovia Transamazônica que atraiu várias famílias oriundas de diversas regiões e estados brasileiros para a colonização dirigida surge a necessidade de uma escola para atender aos filhos dos colonos que povoavam a transamazônica nas proximidades do Km 70. Foi então, no dia 24 de abril de 1973, sob a coordenação do Padre Pedro Souza da Silva (prelazia de Itaituba), e com o nome de escola Padre José de Anchieta que o Estado Inaugurou a primeira Escola da Transamazônica no trecho Itaituba a Rurópolis. A partir de então, iniciou suas atividades com aproximadamente 19 alunos, e as aulas eram ministradas em um barracão de madeira feito pela comunidade, com turmas multisseriadas.
Em 2000 com a municipalização a escola recebe o nome atual Escola Municipal de Ensino Fundamental Divinópolis em homenagem ao nome da Comunidade.
Desde sua inauguração a escola passou a ser um ponto de referência atraindo para a comunidade famílias interessadas na escolaridade dos filhos, nesse processo há um considerável crescimento demográfico da comunidade em função da escola.
Atualmente funciona com turmas de 4º ao 9º ano e Eja 1ª e 2ª Etapa com uma matrícula de 350 alunos distribuídos em três turnos, e ainda sede espaço para algumas turmas do Ensino Médio da Escola Eurico Valle. A escola DIVINÓPOLIS é administrada pela Pedagoga Winsteria Jacob Assunção, auxiliada na coordenação Pedagógica Azenilda Winck e secretariada pela pedagoga Elisiane Araújo, 17 professores compõe o quadro docente.
Este ano a escola trouxe para a avenida o tema: “ Escola Divinópolis há 42 anos Promovendo Cidadania”.

ESCOLA MUNICIPAL DE ENSINO INFANTIL E FUNDAMENTAL MARIA CRISTINA PINTO RIBEIRO
            A Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Maria Cristina Pinto Ribeiro, está localizada na Rua Maria Cristina Pinto Ribeiro, na Vila Divinópolis, Km70, próximo à margem da Rodovia Transamazônica no Município de Rurópolis-Pará.
            Fundada há 19 anos, foi inaugurada em 31 de dezembro de 1996, com quatro salas de aula, três salas administrativas, uma cozinha e cinco banheiros, iniciamos as atividades com 71 alunos distribuídos em três turmas de 1ª série no turno da manhã.
            Em 2007 a escola foi beneficiada com uma ampliação do prédio com mais três salas de aulas e banheiros adequados.
            Atualmente a escola tem um quadro de 32 servidores públicos municipal. Contando com 361 alunos matriculados em dois turnos, e possui também 125 alunos matriculados no Programa Mais Educação. A escola tem turmas de Educação Infantil Jardim I, II e III e Ensino Fundamental de 1º a 5º Ano. O estabelecimento de ensino está sob a Gestão Administrativa do Profº Expedito Vieira Gomes; Vice Diretora a profª Flora Mª Variani.
A escola tem como missão: Proporcionar um ensino aprendizagem fundamentado nos princípios construtivistas proporcionando uma educação de qualidade.
A escola levou para a avenida vários temas, como:
1º Tema→ Leitura Infantil… Muito mais que um conto de fadas é iluminar a vida, abrir a mente de uma criança.
2º Tema→ Se não puder se destacar pelo talento vença pelo esforço.
3º tema→ A natureza não faz milagres, faz revelações.
4º Tema→ Respeitar o Transito
          Escolha viver;
          Evite morrer;
          Obedeçam as Leis do Transito.
****************
ESCOLA A MÃO COOPERADORA
            A escola Mindem A Mão Cooperador a na comunidade de Divinópolis, Km 70 surgiu no ano de 2000, partindo da grande necessidade de escolas ao longo da Rodovia Transamazônica ela foi construída por meio de uma contribuição financeira de uma Igreja Luterana da cidade de Minden, Alemanha.
            Tem como MISSÃO ESPIRITUAL: “Ensinar a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for velho não se desviará dele” Provérbios 22.6
META:
            A meta do trabalho volta-se para a formação do cidadão integralmente, (assistindo-o tanto física, intelectual, espiritual, quanto socialmente), além da busca em cooperar na formação de subsídios que permitam ajudá-los                                                                                   hoje para que o futuro também possa vir a repassar e auxiliar a continuidade do processo de valorização do ser humano como um todo.
            Atualmente a escola tem como responsável a pedagoga, Dyanne Pamela de Jesus Sousa Oliveira.
            Estão funcionando duas turmas de Jardim 1 “A e B” nos turnos manhã e tarde totalizando 30 alunos, ma turma de jardim 2 com 25 alunos pela e uma turma de Jardim 3 com 22 alunos no turno da tarde. Esse ano a escola veio apresentando à comunidade o Tema AMOR, pois se acredita que: o mundo precisa é de amor.
            A escola tem como base: A Palavra de Deus; A base de tudo é o amor; O amor de Deus; Eu amo a minha família; e Eu amo a minha escola.
O desfile ocorreu no dia 04 de Setembro na Comunidade Divinópolis Km70. Acompanhou a Escola Municipal de Ensino Fundamental Divinópolis as escolas→ Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Maria Cristina Pinto Ribeiro e Escola a Mão Cooperadora.VEJA A MATÉRIA COMPLETA CLICANDO ABAIXO.
Informações e fotografias: Assessoria de Comunicação da PMR (Hadassa Freitas, Rodieks de Jesus e Gilberto Kiss).

Para ver em tamanho grande, clique em cima das fotos.

O 7 de setembro e sua importância
O Dia 7 de setembro de 1822 foi muito importante na História do Brasil, pois foi nesta data que o príncipe regente Dom Pedro proclamou a Independência do Brasil. Desta forma, ficou oficializado o rompimento do vínculo de dependência que o Brasil tinha com relação a Portugal. 
Dom Pedro vinha sofrendo forte pressão das cortes portuguesas para retornar para Portugal. A metrópole percebia que estava perdendo, aos poucos, o controle político do Brasil. As cortes portuguesas demonstravam forte interesse em recolonizar o Brasil, eliminando focos de resistência. A presença de Dom Pedro no Brasil atrapalhava estes interesses portugueses, porém o príncipe regente também sofria pressões da elite brasileira que estava ávida pela independência do país.
Na tarde do dia 7 de setembro de 1822, Dom Pedro estava em São Paulo, nas proximidades do riacho do Ipiranga, após retornar de uma viagem a Santos. Neste local, o príncipe regente recebeu uma carta de um mensageiro. Nesta carta, as corte portuguesas exigiam obediência às ordens portuguesas e seu retornou imediato a Portugal.  
Foi neste momento que Dom Pedro proclamou a independência do Brasil, com o famoso grito: “Independência ou Morte!”. O fato histórico ficou conhecido nacionalmente como “O Grito do Ipiranga”. 
– A viagem que Dom Pedro estava fazendo, no começo de setembro de 1822, a São Paulo tinha como objetivo resolver disputas políticas na província.
– Dom Pedro I foi aclamado imperador do Brasil, no Rio de Janeiro, em 12 de outubro de 1822. 
– Somente em agosto de 1825, com intermediação da Grã-Bretanha, Portugal reconheceu a independência do Brasil.